O gótico em homenagem a São João

Que está na Catedral em homenagem a este santo de junho, localizada em Santa Cruz do Sul. Ela é uma das maiores neste estilo das Américas, e com suas duas torres de mais de 80 metros de altura se impõe na paisagem urbana. A riqueza de detalhes, do chão ao topo, impressiona a todos que tem oportunidade de apreciá-la. Seja bem de perto, ou de longe usufruindo da ampla praça em frente. Seu interior não é menos rico, com magníficos vitrais que remetem a cenas religiosas e as missões do noroeste gaúcho. Sua construção substituiu a antiga sede da igreja católica que ficava em frente, demolida após a conclusão da nova, por volta de 1940. As altas torres, no entanto, foram finalizadas somente na década de 70, e são vistas de vários pontos desta pujante cidade de origem germânica no Vale do Rio Pardo. No estilo gótico há ainda, uma igreja bem semelhante a esta na vizinha cidade de Venâncio Aires e em Novo Hamburgo. Ao menos no que consta a este que escreve…

Um espetáculo de fé em Flores da Cunha

Que ocorre em muitas cidades, mas é em Flores da Cunha na serra gaúcha que ele é mais marcante. A confecção de coloridos tapetes de serragem nas ruas ao redor da praça central, é uma atividade que reúne a comunidade em um esforço inspirado no amor e na fé. Estivemos conversando com pessoas que se dedicavam a este trabalho na quarta-feira anterior ao feriado quando ocorre procissão e a celebração do Corpus Christi. E pudemos presenciar o que uma crença e a vontade de fazer algo para demonstrá-la, pode realizar. São movimentos religiosos, escolas, grupos culturais, associações e outras entidades e grupos comunitários, empenhados em celebrar a religião católica, e transmitir importantes mensagens aos que apreciarem esta grande obra de arte. As imagens falam por si só…

As surpresas no passeio do Vale do Taquari

Saímos para mostrar para as pessoas as belas paisagens naturais, o rico patrimônio histórico e a diversidade cultural que possuímos no Rio Grande do Sul. Nossos roteiros sempre são temáticos como o que fazemos no Vale do Taquari para apreciar a história (e porque não a cultura) germânica e ferroviária. Mas é claro que podemos encontrar muito mais em uma jornada, do que os nossos principais objetivos. A realização de um evento envolvendo muita cerveja, outros viajantes que caminham longas trilhas a pé e a delicadeza da fauna silvestre, são exemplos que enriquecem o passeio. São os detalhes a mais que acrescentam cada caminho que percorremos, mesmo muitas vezes ele já ser velho um conhecido nosso. No Parque do Imigrante em Lajeado, nos deparamos com a preparação para uma tarde de muita bebida e comida ao lado de casas enxaimel e vimos que uma confraria produzirá cerveja artesanal ali. Não voltamos pra festa por que muitos trilhos nos esperavam, e ao procurar bons ângulos para as imagens dos que foram conosco e nossas também, nos deparamos com beija-flores e borboletas rondando a flora por vezes escondida. E mais paisagens do vale foram se descortinando, dando tempo para apreciar ainda o interior de mais uma igreja com seus vitrais, em Encantado. E no fim ainda encontramos caminhantes que desafiaram parte das distâncias que fizemos motorizados, para chegar no magnífico Viaduto 13. Um monumento impressionante de engenharia que parece acariciar a paisagem, e que é o ponto principal da Ferrovia do Trigo. Lá pudemos entender que o local é mágico e que certamente iremos sempre encontrar outros como nós, apaixonados pela natureza, e o modo como nos relacionamos com ela ao longo da história. Seja construído casas, seja abrindo caminhos… Com ou sem trilhos…

As agitadas águas do Rio Paranhana

Que serpenteiam por entre pedras ao descer a Serra Gaúcha em direção ao Vale dos Sinos, e se prestam à emoção de esportes radicais. E é na porção superior em Três Coroas quando sua largura é menor e ele está acompanhado de altos e verdejantes morros, que a emoção toma conta. Nos parques dedicados principalmente às aventuras sobre às águas estruturas e equipamentos modernos possibilitam aos esportistas, profissionais e de final-de-semana, exercerem a sua paixão pela aventura. A canoagem e suas competições, foi de certa forma a pioneira, principalmente no Parque das Laranjeiras de onde vem as imagens desta postagem. Mas depois vieram os botes e suas turmas de turistas dispostos a enfrentarem medos e desafios, e outros empreendimentos surgiram na região. Todos eles organizados para também receber aqueles que não tem uma grande paixão por estas peripécias, mas amam estar perto da natureza. Contemplando as paisagens, a dança das águas e as manobras dos aventureiros a desafiá-las. Uma prova de que o nosso magnífico patrimônio natural pode nos dar muito, sem que seja necessário modificá-lo de forma mais intensa…

Uma fonte para o amor em Gramado.

Ao lado da bela Igreja São Pedro com suas pedras basalto, no centro do principal destino turístico do Rio Grande do Sul, fica este local para os eternos apaixonados. E não é só para ser apreciada, que esta fonte, inspirada em outra famosa da Itália, foi erguida há poucos anos. Ela pode ser usada para manifestar e deixar registrado os sentimentos que vem do coração. Se tornou tradição colocar um cadeado preso no gradil que a circunda, para mostrar ao mundo que o relacionamento será para sempre. São somente cerca de seis anos que ela está lá, e os espaços foram quase todos tomados. E a cosmopolita Gramado ganhou mais uma atração em meio a uma grande diversidade de lugares e experiências, que se espalham por esta bela cidade da Serra Gaúcha. Gestos e construções para marcar as emoções humanas parecem ser a essência da trajetória da sociedade. É como se sempre quiséssemos estabelecer de forma concreta, aquilo que temos dificuldades de explicar somente por palavras. Mas sentimos de forma espontânea e natural. E não só Gramado como outros belos destinos da região, estão repletos de exemplos das mais variadas manifestações de amor.

Segue o restauro na Matriz de Garibaldi

Ao longo deste 2019 uma nova pintura e a recuperação de muitos detalhes desta que é uma das mais belas construções da serra gaúcha, a deixará como nova. A Igreja São Pedro foi construída em 1924 com um projeto trazido da França e inspirado na Basílica de Lourdes, mas como todo prédio secular precisa de reparos constantes. E os que estão sendo feitos já estão em fase bem avançada. Como é de se esperar no que diz respeito ao patrimônio histórico, tudo é conduzido com a atenção e o capricho que merece uma verdadeira obra de arte como esta. No seu interior, as belas ilustrações pintadas no alto das paredes, já estão prontas. Nas colunas arredondadas delicados linhas curvas são recolocadas com moldes especiais sobre a superfície branca. Um trabalho que envolve suor e arte… É claro que seguiremos acompanhando e voltaremos a falar dela quando as obras estiverem concluídas…

E se tu gostou dela, não te esquece que temos passeios de um dia saindo de Porto Alegre para esta bela cidade. Dá uma olhada em Garibaldi – Cenários de cinema

A bela Cascata do Maratá

Esta fica na cidade de mesmo nome fundada por imigrantes germânicos no Vale do Caí/RS.  E não é preciso nenhuma aventura para chegar até ela, uma vez que o acesso se dá por estrada asfaltada até bem perto da sua entrada. Além de estar muito próxima ao centro desta comunidade com uma população inferior a 3.000 habitantes. A queda não muito alta forma, em sua base, um lago com fundo de pedras redondas que convida a um refrescante banho no verão. Aos mais aventureiros no entanto, uma trilha curta no meio da mata nativa leva sua parte superior, onde se pode apreciar belas corredeiras. Por fim, o local conta ainda com estrutura de estacionamento, bar e local para fazer churrasco. Mas o mais interessante é que ela tem uma companhia mais do que especial a poucos quilômetros dali. A Cascata Vitória, é igualmente bela e até mais imponente que esta que falamos aqui.  Já mostramos ela em outra postagem que está neste link. E assim como outros lugares, voltaremos a mostrar sua beleza em imagens mais atuais, aqui no blog e nas nossas redes sociais. Incluindo uma playlist exclusiva de cascatas no nosso canal do Youtube, neste outro link. Tu vais te surpreender com a quantidade delas espalhadas pelo Rio Grande do Sul, além de constatar como nós, que a pequena Maratá é privilegiada neste tipo de atração…