Casarão Oito

Projetado pelo italiano José Izella Merotti em 1878, o casarão oito acaba de ser restaurado para abrigar o Museu de Antropologia e Arqueologia da UFPel e um Museu do Doce. E continuar a compor a recuperação do Patrimônio Histórico de Pelotas, a exemplo do que já ocorrera com o Casarão Seis e outros prédios da cidade. Construído para a moradia de nobres barões, nas escavações para sua reforma foram encontrados mais de 5,5 mil ítens que ajudam a contar a história de um rico ciclo econômico do sul do estado. Um estudo detalhado pôde identificar até mesmo azulejos de origem francesa do século XIX, que restaurados, enfeitarão as paredes da casa. Mas nobre mesmo, é a iniciativa e o uso que se fará do lugar com a instalação dos museus, permitindo um novo ciclo virtuoso de valorização da história. O entorno ainda tem muito a crescer com o avanço da revitalização. Quem sabe a iniciativa privada não se atraia cada vez mais por este ambiente e invista ali, gerando não somente renda, mas também um ambiente único. Que traz não só as belezas do pujante passado, mas um presente recheado de momentos agradáveis e por que não, deliciosos. Como os doces da cidade.
Quando pudermos colocaremos nossas imagens do lugar….