A incrível Cascata do Garapiá

Um lago de águas verdes e cristalinas é o que espera os que se aventuram até a Cascata do Garapiá em Maquiné. Mas não é preciso tanta ousadia para aproveitar este lugar mágico. Um veículo simples e disposição para enfrentar estradas de chão, com pedras pelo caminho é o suficiente. Além de uma pequena caminhada por trilha bem aberta. O caminho até lá com suas estonteantes paisagens é um caso a parte que merece outra postagem. O ápice das visões idílicas acaba sendo na pequena, mas belíssima queda que despenca de uma parede de pedras, formando um lago em que um intenso tom esverdeado predomina. A moldura formada por rica vegetação do entorno ajuda a criar um ambiente para uma contemplação sem pressa, ou mesmo para o banho em suas águas límpidas e frescas. Uma experiência fantástica para recarregar as energias, ou simplesmente se convencer que a natureza em si, e principalmente a deste lugar, pode nos dar muito…

A Imponente estátua de Santo Antônio

Pois ela possui cerca de 20 metros de altura, e fica em Santo Antônio da Patrulha/RS. Cercada de igualmente altos eucaliptos, o santo carregando uma criança no colo mira ao longe esta histórica cidade de colonização majoritariamente açoriana. Para visita-lo é preciso ingressar no Parque da Guarda que ainda possui outras atrações de lazer, além de réplicas e exposições que remetem a ao passado e à cultura da região. Sua coloração branca do monumento, lhe confere uma atmosfera de paz e tranquilidade que se completa com o silêncio ao redor. Aos seus pés, em estátuas agora de tamanho real, um casal é abençoado pelo padre. Afinal de contas, o principal homenageado é tido com o santo casamenteiro. Completa o aconchegante ambiente, a réplica da primeira igreja da cidade, singelamente batizada de Capela do Amor. Um lugar para orar e refletir para os que tem fé. Mas também para pedir ao santo que ajude a encontrar a cara metade de cada um…

Uma igreja na paisagem da Serra do Mar

Esta fica na simpática Maquiné, e presta homenagem a Santo André Avelino, padre reformador italiano que viveu entre os séculos XVI e XVII. De singelos traços fica ainda mais bela se considerarmos a paisagem que a rodeia, tendo altos morros da Serra do Mar como pano de fundo. O bem cuidado gramado em frente e as palmeiras que margeiam o caminho de acesso a porta principal, completam o entorno natural. Que no verão ainda tem a companhia de arbustos floridos em um de seus lados. Pequenos quadros de concreto com desenhos formado por coloridos ladrilhos, dão um ar artístico ao entorno e esperam fiéis e visitantes com imagens religiosas e uma reprodução do próprio prédio. Com uma alta torre a lhe fazer companhia, o belo templo possui em seu interior pinturas delicadas e vistosos vitrais. Estes últimos mostram imagens celestiais, paisagens naturais (como as cascatas da região) além da imagem do padroeiro. No verão de 2018 fomos surpreendidos por um intenso ruído de andorinhas que se alojavam nas partes altas da nave principal, talvez imaginando ser o lugar algum tipo de caverna colorida. Mas recentemente as entradas laterais que se mantem abertas mesmo fora do horário de celebrações, foram contempladas com portas dotadas de tela, além das originas de madeira. Talvez para impedir a entrada de visitantes que não conseguem respeitar o silencio tão desejado para as preces e reflexões… Uma verdadeira preciosidade em meio a um vale de exuberantes paisagens. Dando a impressão que ela está no lugar certo…