Museu do Carvão em Arroio dos Ratos

Foi notícia no mundo inteiro, quando 33 trabalhadores chilenos ficaram presos no subsolo de uma mina de cobre no Chile, em 2010. O drama deles comoveu pelo ineditismo neste novo século, e por expor ao público as agruras desta importante atividade. Principalmente quando realizada abaixo da terra, método com tendência a ser substituído pela mineração a céu aberto. Pois em Arroio dos Ratos já foi igual ao vizinho país sul-americano. Desde o século XIX, este escuro mineral era retirado das profundezas para gerar a energia necessária a iniciante industrialização do sul, e para mover os trens repletos de gentes e mercadorias a cruzarem o pampa. Mas queimar o carvão com o intuito de gerar eletricidade, passou a ser alternativa à região, com a instalação da companhia que ergueu um prédio industrial para este fim, em 1924. Mas que o abandona em 1956 com o fim da atividade, tornando ruína uma parte de sua estrutura, eque hoje recebe os que apenas imaginam como seria esta arriscada atividade.



No lugar, é possível ver o que sobrou das estruturas subterrâneas que retiravam a riqueza, que ainda existe em abundância na região. O Museu do Carvão no prédio que restou mais inteiro, traz ainda um vasto acervo de peças da termelétrica que ali funcionava, incluindo instrumentos de operação e segurança dos trabalhadores, que se aventuravam como verdadeiros tatus em um mundo escuro e inóspito.





Pertencente ao Estado do Rio Grande do Sul passa por dificuldades em um cenário cheio de incertezas. Mas o acervo, a história e a ampla área ao seu redor, podem muito mais. E merecem nossa atenção e mais investimentos, sejam eles públicos, privados, ou mesmo uma parceria dos dois. Para que ao valorizarmos este passado, possamos entender o presente e criar o que está por vir…





Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s