O Forte de Zeca Netto

Dizem que a casa de um homem é o seu castelo. Pode ser. Mas e de um homem de guerra, de luta e ao mesmo tempo um caudilho político, poderia ser um forte?  Pois assim é conhecida a casa do General  Zeca Netto em Camaquã, hoje utilizada para fins mais pacíficos. Com sua construção terminada em 1904 era o lar do importante intendente e líder maragato, que do alto da colina dominava a região e protegia-se dos inimigos. Eram anos de revoltas, e foi de lá que o morador ilustre, no alto de seus 72 anos de idade, juntou um grupo de comandados para, no lombo de cavalos, tomar Pelotas na Revolução de 1923. O poder do Camaquense na então segunda maior cidade do Rio Grande do Sul, durou não mais do que 6 horas da última das três guerras gaúchas, que se estendeu por 11 meses daquele ano. Os posteriores tempos de paz deram suas surras no prédio, que padeceu com o abandono.  Mas o restauro veio e hoje é possível visitar e apreciar seu jardim interno em estilo espanhol, a Biblioteca Barbosa Lessa, o museu e o memorial dedicado ao antigo proprietário. O lenço vermelho, característico de sua facção política, e a bandeira da “liberdade ou morte” empunhada quando da sua ousada epopeia revolucionária, estão à espera dos que quiserem conhecer este interessante personagem. Que em idade de se aposentar, saiu de seu protegido forte para lutar por seus ideais.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s