O Museu Histórico da Capital Gaúcha

Que leva o nome de Joaquim José Felizardo e fica no Solar Lopo Gonçalves, comerciante e primeiro residente desta construção dos anos 1840/1850. Em estilo açoriano, pois foram eles os primeiros colonizadores de Porto Alegre, a construção era sede de uma chácara, tendo sido posteriormente uma fábrica de velas. Hoje, uma parte verde do terreno ainda resiste, constituindo agradável complemento ao ar livre, deste importante local do bairro Cidade Baixa. Andar por suas salas é apreciar a história de uma casa e de seu entorno. Estão lá, maquetes que explicam o desenvolvimento da capital, objetos de uso doméstico que ajudam a entender a rotina diária de outros tempos, e um banco de imagens antigas da urbanidade. A fototeca Sioma Breitmann permite a pesquisa de inúmeras imagens de prédios e ruas que não mais existem, a não ser na saudade de alguns que ainda vivem, e de outros tantos que já foram. Um espaço a ser visitado, para os de fora, e principalmente para os que andam todos os dias pelas ruas agitadas da metrópole. Que podem se surpreender com a cidade que um dia existiu no lugar onde hoje constroem seus sonhos e o seu futuro.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s