O aniversário do modelo do Laçador


E ele fez 90 anos. O folclorista Paixão Cortes, para quem não sabe, é a figura masculina que serviu de inspiração à simbólica estátua, que recebe os visitantes nas proximidades do Aeroporto de Porto Alegre. Elaborada em bronze por Antônio Caringi em 1958, foi inicialmente idealizada para presentear paulistas, mas o orgulho falou mais alto e ela acabou por ficar no rincão. O lugar onde está hoje é sua segunda morada, pois foi transferida de um lugar 600 metros mais a frente em 2007, para a construção de um viaduto. O jovem que se dispôs a pousar no auge de seus 30 anos fazia parte de um ousado grupo que vinha mobilizando a sociedade para resgatar o espírito do gaúcho dos pampas. Com a proliferação de filmes estrangeiros nos cinema de um país cada vez mais urbano nos idos dos anos 40, aqueles corajosos estudantes faziam ao seu modo, um bravo enfrentamento a uma incipiente globalização. Seu espírito regional não foi em vão e o movimento tradicionalista ganhou força nas décadas seguintes, capitaneado muitas vezes pelo próprio Paixão Cortes. Que depois de uma vida dedicada a sua gente, declarou pouco antes deste seu recente aniversário que se recolheria a vida privada. Onde poderá descansar, olhando de longe os campos sem fim, ou mesmo os astros do firmamento. Para se encher de orgulho dos seus mais marcantes feitos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s