A independência do 11 de Setembro


De 1836, quando o General Neto deu vivas à República Rio Grandense. A nova nação que surgia como fruto da revolta iniciada no precursor 20 de Setembro do ano anterior, fez um grupo de pessoas sonhar com a liberdade e autonomia que, segundo sua crença, só uma república poderia dar. Mas o então império verde-amarelo foi mais forte e venceu uma batalha que não contava com a unanimidade dos gaúchos e que durou uma década inteira. O reinado brasileiro seguiu seu rumo, mas acabou cedendo aos ventos republicanos 45 anos depois, com o fim da monarquia em 1889. Mostrando que os ideais propostos na esteira da inicial revolta contra impostos considerados injustos, seguiram fortes nos corações e mentes de muitos. Os que olham os festejos atuais questionando o porquê de celebrar uma batalha perdida poderiam aproveitar para aguçar o olhar e ler as palavras contidas no brasão deste país: “Liberdade, Igualdade, Humanidade”. Será que não são atuais? 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s