O quarto sem janelas das moças.

A reprodução de um deles, pode ser visitado no Museu Antropológico Caldas Júnior em Santo Antônio da Patrulha. Pequeno e acanhado, com cama,armário e uma pequena santa para as orações, só possuía uma porta para ocorredor da casa. Estrategicamente disposta para afugentar curiosos olhares masculinos vindos de fora. Era assim, em tempos passados, que rígidos pais protegiam suas donzelas até que fosse a hora de contratar casamento. Mas é claro que outros ambientes de uma típica casa que abrigava imigrantes açorianos, são reproduzidos no museu. E belas peças como louças com delicados desenhos, completam o ambiente da sala de jantar. A cozinha com fogão a lenha também mostra vistoso conjunto de utensílios, e em outra sala, manequins com trajes típicos trazidos destas ilhas portuguesas, são acompanhados de mais objetos dos Açores. O museu mostra ainda a obra do homenageado, fundador do jornal Correio do Povo de Porto Alegre, que viveu ali entre 4 e 12 anos de idade com sua família. Antes disso, a casa erguida em 1820 pertenceu ao presidente da câmara de vereadores do município, que hospedou o imperador Dom Pero II em 1826.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s