Que enfeitam as calhas e beiradas das centenárias casas de madeira desta bela cidade da serra gaúcha.  Com 48 unidades tombadas pelo patrimônio histórico, as ruas principais são repletas destes belos exemplos da arquitetura típica da região de colonização italiana do Rio Grande do Sul. Erguidas em sua maioria em madeira, entre o fim do século XIX e início do século XX, além de ainda estarem de pé, seguem sendo conservadas e valorizadas pela comunidade. E são utilizadas para fins comerciais, serviços ou mesmo moradia. A arte envolvida nestes delicados enfeites talhados em madeira pelas mãos de talentosos marceneiros, acabavam por ser um símbolo de progresso e prosperidade dos proprietários das construções. Uma reprodução do lugar onde eram feitos, com direito a exposição do ferramental utilizado e de uma pequena amostra deste trabalho, pode ser presenciado no museu municipal que fica em uma das casas. Um lugar que também reverencia a história da região e sobre qual ainda falaremos mais. Mas que tu podes conhecer no vídeo Destinos de Antônio Prado que faz parte desta postagem…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: