O esconderijo de documentos na Revolução de 1923

Scroll down to content

Que era um poço de água em Camaquã. Ao menos nessa cidade, foi descoberto através de uma foto antiga, que ao tomar o poder, Zeca Netto e seu grupo retiraram documentos importantes que haviam sido jogados em um poço profundo atrás da Câmara de Vereadores. O local foi devidamente identificado e marcado com uma placa, contendo a foto do momento da retirada deste “tesouro”. Em volta do local, uma área verde em pleno centro histórico desta cidade gaúcha próxima à Lagoa dos Patos, foi implantada uma trilha ecológica incluindo a identificação das árvores nativas presentes no local. Um belo exemplo de união entre natureza e história para trazer conhecimento e cultura à população local e turistas. Uma iniciativa para destacar a importância da cidade na história do sul, principalmente da figura de Zeca Netto que construiu imponente residência na cidade hoje transformada em museu. No vídeo dos Destinos da Região de Camaquã que acompanha esta postagem, contamos um pouco mais destes lugares. Mas infelizmente nos equivocamos ao trocar, quando mostramos o poço e lemos um jornal do museu, os nomes das revoluções. A revolta em questão nestas duas situações mostradas no vídeo, é conhecida com Revolução de 1923 ao invés de revolução Federalista. Que apesar de opor basicamente entre os mesmos grupos políticos, ocorreu entre 1893 e 1895. As versões deste vídeo que estão no Facebook e no Instagram já contam com esta correção…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: