Faróis gaúchos

Na imensidão do litoral gaúcho eles continuam lá como testemunha de um passado de mais navios  e menos informação. Os faróis como este da Praia do Araçá, eram a orientação no tempo em que não existiam GPS ou satélites. Pois o de Torres está completando hoje 100 anos… Da construção do primeiro… Trazido da França, chegou ao porto de Laguna, de onde andou 170 km de carro de boi, até chegar ao destino. E com o tempo, foi substituído por outros três no mesmo lugar, no alto do morro onde existe ainda um cemitério escondido…. Um livro conta a história desta saga revelando como funcionava nos primórdios a sua manutenção, por funcionários que fixavam residência no lugar, e se revezavam na sua operação. Em postagem de 2008 (veja aqui) falamos da utilização turística de alguns faróis do litoral Uruguaio. Lá, alguns deles servem até de mirante para apreciar as belezas do litoral. Já em meio ao burburinho de Capão da Canoa, emprestam sua estrutura a um uso não menos nobre de apoiar as luminárias de uma praça. Mas para os mais aventureiros, a pedida é tentar chegar aos inóspitos locais dos isolados faróis do litoral sul, com seus fiéis mantenedores e suas histórias de enfrentamento da solidão…. 

A matéria do Correio do Povo sobre o farol de torres, você encontra em: http://www.correiodopovo.com.br/Impresso/?Ano=117&Numero=117&Caderno=0&Noticia=385256 


Um comentário em “Faróis gaúchos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s