A paisagem do Pinus



Longas fileiras de árvores plantadas em linha fornecem um espetáculo natural com toques de artificialidade… É assim nas proximidades de Pinhal e Cidreira, litoral norte gaúcho. Notícia por conta de um incêndio nos últimos dias, a cultura do pinus elliotti se iniciou em toda esta região nos idos dos anos 70. A madeira desta espécie além de servir para a produção de celulose, base para a fabricação do papel, também fornece uma seiva formada por breu e terebentina, largamente utilizadas como matérias-primas em diversos ramos da indústria química. Os incentivos a este cultivo que perduraram por duas décadas ajudaram a espalhar esta espécie exótica ao nosso ambiente, até mesmo para as áreas urbanas do litoral. Suas finas folhas que ao cair reprimem o crescimento de outras espécies adquirem dourados tons, formando uma visão curiosa deste tipo de floresta. Mas é a imensidão destes geométricos cultivos a beira de estradas que levam a mar, que mostram que as arquiteturas naturais e humanas podem se somar, para diversos fins. Inclusive o de enfeitar uma viagem com o encantamento de suas belas paisagens…

A marca do seu negócio pode estar aqui com link para o seu site… 
Consulte-nos em destinosdosul@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s