A saga da imigração germânica

Scroll down to content

Foi em uma manhã de inverno, mais precisamente no dia 25 de julho de 1824, que 39 imigrantes germânicos finalmente chegaram às margens do Rio dos Sinos, para fundar não somente esta cidade, mas uma verdadeira nação. Corajosos homens e mulheres, que ousaram atravessar o oceano para buscar uma nova vida em mundo diferente, se depararam com um ambiente rústico e muito selvagem. Que foi sendo transformado pelos machados que derrubaram matas virgens, pelo tramar das madeiras para construção das primeiras casas, e pela determinação dos que nunca desistem de seus sonhos. E vieram as plantações, as criações de animais, as igrejas e as escolas. E as novas gerações. Formaram-se as vilas, e as picadas e estradas por onde saíam os frutos da terra, comercializados com os gaúchos e outros colonos. A comida na mesa passou a ser mais farta, alimentando famílias cada vez mais numerosas; e o conhecimento, a disciplina e a criatividade geraram a indústria com suas inevitáveis mudanças. Hoje, a grande saga iniciada há quase dois séculos atrás, ainda está viva nos olho e cabelos claros dos descendentes daqueles pioneiros, nestes novos tempos conectados.  E eles relembram a cada inverno o ponto de partida nas margens do simbólico rio, deixando inclusive devidamente marcada a passagem do primeiro centenário desta epopeia…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: