Belos prédios históricos de Cachoeira do Sul – Parte 2

Scroll down to content

A cidade de Cachoeira do Sul tem muita história pra contar, e já comentamos algo sobre os primórdios da ocupação humana na região e seu desenvolvimento. E é claro que esta trajetória se transformou no estabelecimento de vários prédios marcantes, alguns já mostrados por aqui. Mas tem mais. O principal destaque é sem dúvida o conjunto da Praça Baltazar de Bem formado pelo Paço Municipal, a Igreja Nossa Senhora Imaculada Conceição e o Chateau D’Eau. O prédio do paço, que abriga o Museu Edyr Lima, homenageando o primeiro doador do seu acervo, foi erguido em 1864 para ser sede da Câmara Municipal, mas também foi um Hospital Militar durante a Guerra do Paraguai, cadeia e residência do juiz, antes de ficar fechado durante os primeiros anos do Século XXI. Seu restauro e reabertura em 2017, permitiu que fosse colocado ali, um acervo ampliado do museu que existia desde 1978. Em frente a ele já existia desde 1799 a Igreja que homenageia a imaculada, mas após recente restauro e pintura completa da imagem que fica no alto (um dos acréscimos de várias modificações ao longo dos anos), se descobriu que ela fazia referência a Nossa Senhora das Graças… E nas modernizações de uma cidade que crescia foi acrescentado entre estes dois prédios em 1925, as estruturas de um reservatório de água, que é uma verdadeira obra de arte. Com estátuas de Ninfas e o deus Netuno da Mitologia Grega, a construção que recebe o nome francês que significa Castelo das Águas, foi também recentemente tombada e restaurada. Mas não faz mais parte do sistema de distribuição de águas da cidade desde 1970, servindo hoje apenas como local de passeio… Não muito longe deste marco da cidade fica outra imponente igreja católica dedicada a Santo Antônio erguida em 1937 por Padres Redentoristas, em frente a uma bela praça e a poucos metros de outro ícone da cidade, o prédio do antigo Colégio Imaculada Conceição de 1921. Assim como a igreja ele está perfeitamente preservado e hoje abriga outra instituição de ensino não mais vinculada ao catolicismo. Bem preservado também está o prédio que marcou a cidade por ter sido sede da União de Moços Católicos a partir de 1924, instituição destinada a formar lideranças que seguissem os preceitos religiosos. Com suas belas estátuas, provavelmente colocadas um pouco antes, quando ali existia o Clube Renascença fundado em 1917, o prédio foi um importante polo cultural da cidade. Afinal, ali funcionou um conservatório de música, clubes de literatura e outros movimentos deste tipo. Antes disso, porém, a edificação construída por volta de 1850 serviu de residência para três gerações da família Coelho Leal de origem portuguesa, antes de ser transformado no clube. Hoje é a bela e bem pintada fachada de um condomínio residencial erguido nos anos 1980, após passar por um período sob a administração da Diocese de Santa Maria. Uma prova que independente dos usos e dos proprietários, um importante patrimônio pode ser preservado, formando com outros equivalentes, um interessante conjunto que só embeleza uma cidade. Os extasiados visitantes agradecem…

Quer fazer passeios no Rio Grande do Sul, ou adquirir ingressos para várias atrações da Serra Gaúcha? Então clique no botão abaixo e escolhe o que fazer com empresas parceiras…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: