Em meio a uma comunidade formada por gentes que haviam chegado da Itália havia poucos anos, religiosos franceses vieram trazer a sua fé a este povo no final do século XIX. E muito mais do que suas palavras e doutrinas, também contribuíram com a construção de um relevante patrimônio histórico. E a mais imponente obra relacionada a religião em Garibaldi, é sem dúvida a Igreja São Pedro erguida em 1924, com uma imponência que se destaca na paisagem. Mas é no seu interior que a arte salta aos olhos mesmo dos que não são fiéis. Os detalhes do seu teto, suas pinturas e vitrais, formam um conjunto inspirador para momentos de paz e reflexão. Sua arquitetura teve inspiração na Igreja localizada na cidade francesa de Lourdes, próxima da fronteira com a Espanha, e teve sua construção sugerida por um dos dois frades Capuchinhos que chegaram na cidade em 1896. Eles eram originários da região francesa de Saboia, próxima à fronteira com a Itália e construíram também sua própria capela, em 1931. A obra dela, assim como a da Igreja São Pedro, foi conduzida por Agostinho Mazzini que morava bem ali na frente, na sua mansão com elementos do renascentismo italiano que segue imponente como testemunho de sua trajetória. E esta igreja dos Capuchinhos também é inspirada em uma existente na França, na cidade de Annecy (província Alta Saboia vizinha a Saboia) e não muito longe de Genebra na Suiça… E por sugestão deles quatro corajosas religiosas atravessaram o oceano e subiram a serra gaúcha. Elas pertenciam a congregação das Irmãs de São José de Châmbery (cidade da Saboia a poucos quilômetros ao sul de Annecy), e eram originárias da pequena comunidade chamada Môuntiers, já mais próxima da fronteira com a Itália e não muito longe de Turim. Elas chegaram com grande recepção no Natal de 1898 para também deixar um legado erguendo um convento hoje transformado em hotel. Dentro dele há uma bela capela com traços arquitetônicos tão ou mais belos do que a igreja São Pedro… Mas o patrimônio relacionado a religião na cidade, não se resume a essas congregações da França. A União dos Moços Católicos é um belo exemplo, através de seu interessante prédio de 1936 e a Ermida em um ponto alto da cidade também chama a atenção. Esta pequena capela possui uma imagem da Nossa Senhora de Fátima, que foi trazida em 1954 da cidade portuguesa que leva o nome desta santa, que teria aparecido para crianças em 1917. A aparição ganhou o mundo por terem sidos revelados os famosos segredos de Fátima… Mas há muito mais a mostrar nessa cidade da Serra Gaúcha, e o seu meio rural, possui uma igual riqueza relacionada a fé. Os vidros jateados da Capela de São Roque Figueira de Melo e o interessante campanário que acompanha a Igreja São Marcos em Marcorama, são belos exemplos que trazemos para completar este importante acervo. Que nos traz muito mais do que propagar uma cultura religiosa. Nos traz verdadeiras obras de arte a serem apreciados por todos. Com histórias de lutas e desafios enfrentados pelos que vieram pra cá não só para educar e confortar com palavras, mas também para construir uma riqueza inestimável…

Quer fazer passeios no Rio Grande do Sul, ou adquirir ingressos para várias atrações da Serra Gaúcha? Então clique no botão abaixo e escolhe o que fazer com empresas parceiras…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: