Quem nos acompanha sabe o quanto temos mostrado do acervo dos inúmeros museus históricos espalhados pelo nosso sul. E um deles, que faz homenagem aos imigrantes principalmente italianos, fica no grande centro turístico de Bento Gonçalves, onde é contada toda a saga da produção de vinhos, tão importante na cidade. Mas também é destaque no lugar, uma mostra de um importante instrumento musical para os gaúchos. A gaita que em outras regiões brasileiras é chamada de acordeão, tem uma bela exposição logo na entrada do prédio.

Muito utilizados na tradicional música folclórica gaúcha, estes instrumentos ainda embalam animados fandangos, onde homens de bombacha e mulheres de prenda, dançam e cultuam as tradições. Exemplares antigos deles estão ali, pois já foram fabricadas nesta cidade da serra gaúcha. Sendo que as primeiras unidades vieram junto com um casal que já os produzia na cidade italiana de Cremona… Com o tempo a produção foi mudando de donos, até chegar nos Todeschini. E estes, depois de alguns anos de sucesso, resolvem mudar de ramo de negócios, pois as guitarras elétricas estavam avançando no gosto dos músicos…

Mas há mais no museu, que como acontece em outros parecidos, traz ferramentas utilizadas nos tempos duros da colonização e a recriação de ambientes antigos de uma casa. Objetos utilizados por diversos profissionais também enriquecem o acervo, mas é em uma sala especial que se destaca o mais emblemático setor econômico da região. A produção vinícola é descrita com a mostra de pipas de vinho, e de equipamentos antigos. Que inclui entre outros, uma engarrafadora manual, dos primórdios das empresas familiares de pequeno porte. Uma verdadeira aula sobre a trajetória desta atividade que tanto contribuiu, e ainda contribui para o desenvolvimento da cidade.

O prédio onde fica esta mostra permanente (além de outras temporárias) foi erguido em 1913, para uma atividade um tanto curiosa e de que se tem poucas informações. Era ali que nos primeiros anos existia uma instituição voltada ao desenvolvimento da atividade de cultivo do Bicho-da-Seda, de onde se tirava o fio para variados tecidos… O empreendimento teve curta duração e o prédio acabou sendo utilizado para outras atividades, até virar este importante museu na segunda metade do século XX.

Aos que vão à Bento Gonçalves arás dos famosos vinhos do Vale dos Vinhedos, ou mesmo para aproveitar as paisagens serranas como se faz no Caminhos de Pedra (que mostramos recentemente por aqui), fica o convite para conhecer este interessantíssimo espaço. Porque ao tomar contato das trajetórias desta gente e de seus desafios, o visitante certamente sairá como uma experiência enriquecedora. Que acrescentará algo a mais do que as paisagens vislumbradas, e as bebidas degustadas…

Quer fazer passeios no Rio Grande do Sul, ou adquirir ingressos para várias atrações da Serra Gaúcha, ou mesmo reservar um hotel em qualquer lugar? Então clique no botão abaixo e escolhe o que fazer com empresas parceiras, e venha para os destinos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: