O trabalho e a família nas Histórias de Galópolis

Scroll down to content

O distrito de Caxias do Sul chamado Galópolis, encravado em um lugar em outros tempos chamado de “Profondo”, abismo em italiano, possui uma riqueza que vai muito além do gerado por sua central indústria têxtil. O trabalho, e sua relação com o capital e a vida social da comunidade, bem como a família que acabou dando nome ao lugar, são fornecedores de histórias e fatos, que só enriquecem a nossa visão de mundo…

A começar pela incrível saga de operários grevistas da cidade italiana de Schio, que foram forçados a imigrar para o Brasil em 1892. A punição pelo movimento então considerado ilegal, acabou virando oportunidade de formar uma cooperativa para repetir a atividade de tecelagem, que já exerciam em terras europeias. As dificuldades enfrentadas após os primeiros e esperançosos anos, no entanto, os fizeram vender o negócio para um conterrâneo, que veio no mesmo navio, de nome Hércules Galló. Ele então expande a empresa, e pela dificuldade de trazer funcionários de longe, idealiza e ergue uma vila operária nos moldes da revolução industrial inglesa. Parte deste patrimônio ainda pode ser apreciado na cidade, assim como o prédio onde o pioneiro Círculo Operário funcionou em boa parte do século XX. A saga desta gente e suas conquistas têm sido mais valorizada nos últimos anos e este conteúdo ficaria pequeno para tantas histórias. Só a estrutura social e cultural desta associação, com bailes, cinema e outras atividades, já daria uma enorme contribuição.

Mas a trajetória da família Galló, que acabou inspirando o nome do lugar, e da empresa e seus produtos, está contada de forma clara e estruturada, no Instituto que recebe o nome do patriarca. Na casa onde residiu o grupo familiar é possível conhecer através de um acervo interessante, e modernos recursos audiovisuais, uma história de trabalho e dedicação. Estão lá, referências a maquinários e produtos usados ao longo desta trajetória, que segue até os dias de hoje. Mesmo depois de outras modificações, que conduziram o empreendimento novamente ao formato de uma cooperativa…

Neste lugar incrível, cortado por um arroio que desaba na bela cascata Véu da Noiva, muito mais do que uma saga ao redor de uma fábrica foi construída. Em meio destas íngremes montanhas, uma parte da história recente da humanidade pode ser contada. A eterna relação do capital e o trabalho, com suas nuances e seus efeitos na vida dos grupos humanos, estão de certa forma ali retratados. E até mesmo as guerras mundiais, resultado do conflito de ideais divergentes, parecem também ter respingado nesta região de rara beleza. Não só por sua paisagem estonteante e sua arquitetura interessante, mas também pela riqueza dos desafios enfrentados por sua gente…

A saga industrial, no entanto, é também acompanhada pelas nuances das vidas dos que fizeram parte da família que dirigiu a empresa durante alguns anos do século passado. Objetos de uso particular, e os ambientes da casa onde muitas vezes decisões eram tomadas, podem ser devidamente apreciadas. Isso tudo enquanto seu houve outras histórias, contadas em uma interessante visita guiada. A relação com a pátria mãe também merece destaque, pois a família seguiu vinculada à Itália com várias idas e vindas para lá. Inclusive um dos filhos de nome Renato, teria lutada nas duas guerras mundiais, no exército italiano. E teria ainda participado de organizações políticas de Caxias do Sul, que propunham ideias vindas da Europa naqueles tempos de conflito… Certamente ainda há muito assunto a ser aprofundado sobre esta relação do nosso Sul com o que aconteceu no mundo, somente conhecendo um pouco mais deste grupo social…

Quer conhecer alguns dos lugares que mostramos aqui, ou adquirir passeios e viagens para vários destinos? Então clique no botão abaixo e escolhe o que fazer com empresas parceiras, e venha para os destinos!

Tu também pode reservar o teu hotel por um dos maiores sites de reserva da internet!

4 Replies to “O trabalho e a família nas Histórias de Galópolis”

  1. Que lindas histórias.
    Gosto muito de saber como foi o início destas cidades de imigrantes.
    Dou muito valor ao trabalho deles.
    Parabéns por este trabalho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: