A marcante Igreja das Dores de Porto Alegre

Scroll down to content

Ela é a mais antiga ainda existente na capital gaúcha e suas duas altas torres se destacam no perfil do centro histórico da cidade, para quem enxerga a partir do Guaíba. Com mais de 215 anos de história completados neste fevereiro de 2022, a Igreja Nossa Senhora das Dores só ganhou este formato na sua conclusão em 1904.

E a história da irmandade que a ergueu começa ainda em 1779 na então Igreja da Matriz, posteriormente substituída pela atual Catedral Metropolitana de Porto Alegre. Ao longo do século XIX, várias foram as dificuldades para que se conseguisse seguir em frente nas obras do templo, não se esquecendo que a então província de São Pedro do Rio Grande do Sul enfrentou neste meio tempo os dez anos da Guerra dos Farrapos…

O que muitos acreditam, no entanto, é que a demora para a conclusão das obras se deu pela praga rogada por um escravo, que condenado injustamente a morte na forca em frente à escadaria do templo, teria dito que ninguém ali veria as torres concluídas em vida! A existência deste ato e deste personagem, porém, não consta em nenhum documento… É verdade que ocorreram enforcamentos no centro da cidade entre os anos 1820 e 1850, mas eles eram realizados onde hoje é a praça Brigadeiro Sampaio em frente ao Gasômetro, algumas quadras distantes da igreja. E ainda por cima, nesta época, a igreja tinha sua entrada voltada para atual Rua Riachuelo, e só foi ter a seu acesso pela porta da frente que é virada para a Rua da Praia (atual Andradas), com a construção da escadaria em 1873. Após o fim das condenações à morte…

Mas dificuldades de recursos para a sua construção foram sendo vencidas ao longo do tempo, e as alterações de projeto e estilo arquitetônicos foram sendo realizadas em substituição ao original luso-brasileiro. Hoje, sua fachada se destaca na paisagem com o simbólico coração cravado de sete espadas, representando sete dores de Maria, além de figuras representando a fé, a esperança e a caridade. Seu interior possui ricos enfeites dourados, além de um conjunto interessante de imagens em madeira trazidas de Portugal para formar a via sacra. Pinturas no seu teto e outros detalhes e histórias também formam um conjunto tão magnífico, que faltam palavras para descrever toda sua riqueza…

Há planos para ampliar e qualificar a visitação à igreja para fins não somente do culto religioso, mas também para apreciar sua arte por meio de visitas guiadas, ou mesmo para ouvir apresentações musicais em espaço anexa à nave principal. Com organização de profissionais capacitados envolvidos neste processo, é de se esperar que estas ações avancem, e que esta relíquia da cidade, possa receber ainda mais visitantes. E que o patrimônio material e imaterial que a cerca, incluindo-se a cultura da instituição ou mesmo suas lendas, passa marcar os 250 anos da cidade, e ainda muitos outros aniversários…

Quer fazer passeios no Rio Grande do Sul, ou adquirir ingressos para várias atrações da Serra Gaúcha, ou mesmo um hotel em qualquer lugar? Então clique no botão abaixo e escolhe o que fazer com empresas parceiras, e venha para os destinos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: